quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Intragável

Trago no trago
a intragável mania
tragada por anos a fio
(deste amor)
Vício compulsório
fumante passivo que sou.
Morro sem ar
Agonizo sem respirar
Seu veneno entorpece
só penso em lhe tragar..

Nenhum comentário: