quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Menina

Passo por passo, passeio.
transeunte o encanto

destilado na aurora...
Menina em mim,
mulher em outro alguém...
São apenas

suspiros murmurantes
que vagueiam
numa imensidão

vadia de sol.
Sou mulher mutante,

gritarei aos Sátiros
que se escondem
pela floresta

de réstias de luz.
E, cavalgando nua

 em um unicórnio prateado
fugirei para o nunca

Nenhum comentário: