quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Traição

Que medo
nunca se
vai?
Que vazio
nunca se
preenche?
Que angústia
sempre
sufoca?
Nada de
lábios
em minha
boca.
Nada de
dedos
em minha
mão.
Nada de
brilho
em meus
olhos...
Doce
ilusão,
você
azedou.
realidade,
você
distorceu.
Você
sempre
você:
vazio,
frio,
distante!
Então me cansei de ser assim
toda você, nada pra mim.
Eu, um vulcão em chamas.
Você, o gelo polar.
Eu lhe querendo na cama.
Você se dando em outro lugar!

Nenhum comentário: