segunda-feira, 27 de junho de 2016

ferida



Dias frios corações quentes
Batem-se
Debatem-se
Há vozes ao redor
Não as ouço
Embora compreenda o que dizem
Queria um abraço
Mas eles nos roubam pedaços
Prefiro ficar num canto
Lambendo minhas feridas

Nenhum comentário: