sábado, 16 de julho de 2016

Filhos

ADORO
quando me olha, faz cara de dengo e sorri
Fazendo covinhas cheias de flores
E, então olho para seus olhos reluzentes
E acompanho seu riso.

ADORO
quando "faz beicinho" e transforma seu rosto em uma careta, ou quando se joga para trás fazendo birra até perder o ar.

ADORO
quando acabo seu banho e você quer ficar
brincando na água, ou quando troco sua fralda e você tesolve fazer cocô.

Adoro até quando estou perfumada e você 
regurgita em mim.

Mas adoro mesmo é vê-lo revirar-se na cama tateando com a mão a procura do peito, com os olhos ainda fechados segurá-lo pelos dois lados e sugá-lo desesperado.
Aí você vai se acalmando aos poucos e puxa, com suave carinho a blusa sobre seu rosto.
Enquanto mama fico na mais absoluta comtemplação:
tão parte de mim,  tão monha melhor parte
A cabecinha suada p
elo esforço da mamada
Seu calor
E essa respiração....
Nada no mundo é mais belo do que este momento.
Perdoa, desde já, se eu erar. Mas creia:
Te amo infinitamente
Indiscutivelmente
Inexplicavelmente
Amor simples
Amor de mãe


Nenhum comentário: