terça-feira, 23 de agosto de 2016

Eu, Lilith

Nasci em Luz,
mas escolhi a Escuridão.
Não me submeti a servidão do Homem 
Não aceitei ser serva de um Pai ausente e confuso.
Por isso estou condenada a danação
Por isso fui expulsa de toda forma de paraíso

Pari o pecado de ser absoluta e com meus próprios dentes cortei o cordão umbilical  que me mantinha humana.
Sou a perdida. Sou perdição.
A liberdade me marcou a ferro quente.


Nenhum comentário: