quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Fase

Ninguém colherá de mim se não a flor espinhosa do meu desprezo. Cansei de ser a margarida delicada que todos arrancam e lançam a morte do abandono.
Agora, sou espinho. Preciso me proteger.

Angel


Nenhum comentário: