sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Renato ( ou reflexões sobre o lugar na Arte na sociedade)





Dei pincel, tinta e tela
para o menino
de 4 anos de idade

Pés no chão
Cabeça nas nuvens
 Nome de músicos
Alma de poeta

Ele se entreteve
Por horas a fio
 Sem dar um piu

Ao terminar sua obra
Me encarou e eu vi
ele mesmo uma tela
cheia de tinta:

-Mamãe, e agora?Onde vou por a minha Arte?

Nenhum comentário: