quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Tempos

Deus me cantou 
uma canção de paz
e quero dançá-la.

A vida me presenteou
com momentos de fé
e quero agradá-la.

O amor se tornou
esperança
e quero vivê-lo.

Não são momentos,
são intensidades

Vou respirar o ar poluído
e permitir que toda minha fúria
se renove

É tempo...
... de novos amores
....de paixões mais sinceras
.... de poesia.

Angel.

Nenhum comentário: