terça-feira, 29 de novembro de 2016

Você


Olhei você perdido no mar.
Um barco de papel em meio a tempestade.
Aconcheguei-lhe com carinho entre as mãos.
Desdobrei-lhe... Que surpresa; eras um poema!

Angel.

Nenhum comentário: