segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Bipolar




Sou duas em uma
Sou a dama no dia a dia
Respeitada, venerada
Cortejada pelas beiradas.
Mas nas madrugadas
Sou tua vadia
Despeitada, escandalosa, enciumada.
Mais vagabunda que meu vagabundo porque reclamo mas não me desfaço deste laço imundo.
Eu tenho correntes
Ninguém as vê.
Me prendestes, me prendeste.
Sou completamente entregue a você.
Sujo amor. Rastro de lama. 
Puro na verdade. Sem vergonha
Fora da realidade. Nossa alucinação.
Sou o seu segredo. Éd minha perdição

Angel.

Nenhum comentário: