quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Depressiva




Hoje sou dor
Minha e tua
Nossas dores
Cruas, nuas

Ela, a dor,
Que carrego
Feito menina
Carregando 
Boneca.
Ela que nino
Em meus braço
Doentes e cansados

Dor tenho sido
E serei, eu sei
Adormecida
Bela dor 
homicida
Que me matas
Aos poucos
Da dor mais doida
De amor

Angel

Nenhum comentário: