segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Maos

Minhas mãos bailam enlouquecidas por meu corpo.
Eu sou onde me toco: fogo.
Essa é uma dança solitária.
Valsamos, minhas mãos e eu, na madrugada.
Ninguém ouve nossos gemidos...

Angel.

Nenhum comentário: