segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Paixão



Porque teu olhar parado
Me pega de jeito? Me bota tarado?
Eu aqui todo malandro
Vagabundo ladrão de coração
E tu aí dama menina completamente nua
 usando a poesia de adorno. 

Não sei porque brincadeira do destino
Meu caminho foi cruzar com o teu
E agora tô feito moleque quando se apaixona pela primeira vez
Correndo atras de ti por cada rua ou viela
E tu, menina, só pensa em teus versos.

Não sei o que tu fizeste
Que espécie de bruxaria pusestes em teus poemas que me deixaram assim de quatro 
Implorando por teu amor..

Angel

Nenhum comentário: