sábado, 4 de fevereiro de 2017

Arte



Consagra-se assim
A sublime profanação
Da Arte que vive em mim
Dos versos que saem de ti.
Dois anjos caídos
Dos braços do paraíso
No tombo, restaram apenas
Dois pássaros feridos
Um amor despedaçado
Dois corações partidos

Angel

Nenhum comentário: