sexta-feira, 31 de março de 2017

Bolero

Danço o bolero de Ravel
Com chinelos que comprei no camelô
Borderlineio a dor do abandono...
Borboleteio sem asas no ar. 

Não sou um transtorno,
Só porque transbordo.



Nenhum comentário: