sábado, 25 de março de 2017

Que farei eu desta morte que me habita?
Até quando beberei do sangue que escorre dos meus lábios feridos?
A noite escura envolveu-me a alma. 
Sou tristeza.

Nenhum comentário: