terça-feira, 25 de abril de 2017

Frágil



não faça isso  comigo
sou frágil como uma lebre descarnada que vive
minha feridas são minha própria carne exposta
sei que todos me rodeiam
querem minha força,
minha luz,
a sexualidade que exalo....
mas compreendam, alguem
estuprou a menina que eu era
e eu carrego sua alma morta dentro do meu corpo
Ás vezes a morta geme , chora dentro de mim.
Tapo meus ouvidos com as mãos, mas não paro de ouvir seus lamentos dentro da minha cabeça.
Não exprema com força, não me julgue com severidade...
Eu me sinto perdida o tempo...

Angel

Nenhum comentário: