sexta-feira, 21 de abril de 2017

Papo com o diabo

o cara quer comprar a minha alma. A minha alma, seu moço?
Tô vendendo não. Nem troco. Não alugo...
Minha alma é minha não é de velho barbudo, nem de anjo invejoso.
Minha alma é do Amor, da Poesia, da Dor. Do que me faz gemer, gozar, crescer...
Seu moço, não seja tinhoso. 
Meu coração é teimoso e só quer amar!
Não me sobra tempo pra negociata barata nem lorota da braba. 
Minha vida é labuta. Só ganho o suado, mas assim o valor de cada tostão é dobrado.
Um abraço apertado, seja pra deus ou o diabo .

angel.

Nenhum comentário: