sexta-feira, 28 de abril de 2017

Releitura




Primeiro matavam os homossexuais.
Eu não me importei
Eu não era homossexual
 
Em seguida estupravam as mulheres
Mas eu não me importei
Eu nunca fui estuprada
 
Depois as balas perdidas mataram os favelados, mas eu não me importei com isso, porque eu não moro na periferia
 
Depois queimaram os mendigos
Mas eu tenho casa,  também não me importei .
 
Mais tarde bateram panelas, eu não bati. Mas não me importei. Com isso tiraram um presidente eleito, e eu não me manifestei.
 
Eu vi que seis famílias têm 70% de toda imprensa no Brasil, mesmo assim me achava informada vendo o Jornal Nacional. Eu vi pessoas de mídias alternativas, que expunham o outro lado da notícia,  sendo censuradas, mas eu me calei.
 
Agora, eles votaram contra os meus direitos. Mas talvez, já seja tarde. Como eu não me importei com ninguém. Como ninguém se importou com ninguém, agora eles não estão com medo.
Agora ninguém se importa comigo.
 
Releitura do Poema de Bertolt Brecht(1898-1956) por Angel Piai

Nenhum comentário: