sexta-feira, 21 de abril de 2017

Sangue

meu sangue que escorre
feito suor sobre a pele pálida
meu sangue, teu alimento fálico.
degenerados somos.
fora dos padrões, sem.patrões.
seguimos perdidos.
mas mais que humanos:
anjos caídos de paraísos 
decadentes.

angel

Nenhum comentário: