sábado, 4 de fevereiro de 2017

Burlar



Bailemos loucamente este amor de faz de conta.
Teus braços enlaçando a ilusões com que eu me visto.
Assim burlando a morte vamos atrás da eternidade.

Angel

Pensamentos



Meu coração é um jardim
Nele há rosas cheias de espinhos.
Se você não teme a dor terá flores...

Angel.

Pensamento



Borda meus sonhos
Em teu travesseiro
Abraça- os com a força
De quem realiza e
Dorme com a paz dos que amam.

Angel.

Arte



Consagra-se assim
A sublime profanação
Da Arte que vive em mim
Dos versos que saem de ti.
Dois anjos caídos
Dos braços do paraíso
No tombo, restaram apenas
Dois pássaros feridos
Um amor despedaçado
Dois corações partidos

Angel

Cheiro



Presta atenção ao cheiro do meu silêncio
Ele tem odores variados do que digo quando calado.
Presta atenção aos meus olhos que falam do meu querer e do não querer.
Não digo só com palavras. Elas são poucas para comunicar as minhas intensidades...

Angel.

Balir



Digamos que eu parasse de falar de sexo
Que tirasse todos os "palavrões" dos meus versos. Que eles fossem apenas sobre dias ensolarados e céus estrelados.
Digamos, pois que minha poesia fosse hipócrita como essa gente que enche as igrejas... 
Digamos que eu sentasse de terno e gravata numa das cadeiras da ABL e sorrisse meu corega arrotando caviar
Digamos que...
Sinto.muito, essa não sou eu.
Sempre fui a ovelha negra. Bali profanação por todo lado.
Sei (bem sei) que ser livre assusta, mas nunca coube em nenhum cabresco. 
Por isso entendo Sartre ( condenados a sermos livres)...  Por isso compreendo Simone ( Que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância).

Por isso não peço que ninguém me siga. Cada um tem seu próprio caminho.

Angel.